sábado, 30 de maio de 2009

Parem a estilização dos Abadás!

Bomba de última hora. A coisa pegou fogo hoje na press de Rio Preto e a gente é sempre as últimas a ficar sabendo. Ninguém manda convitinho para um bafão, né?

O fato é que hoje, o pessoal "daimprensa" causou no escritório da assessoria de comunicação do Fest Folia. Longe de ser pela lenda urbana na menina que pegou uma doença beijando no evento transcorrido. O pé-de-pica foi por causa da ressaca que acontece hoje.

Tudo porque a assessora da festa só chegou a cidade hoje e foi um fuzuê, com o povo caindo em cima atrás de abadás. Desencontro de informações, bate bocas e convites sendo mandados para as redações. Resultado: Abadás extraviados, vuco-vuco e até um colunista levando um sonoro: "Se põe no seu lugar" pelo telefone. Essas horas a gente se pergunta, porque a gente nunca ta do lado numa coisa dessa?

Mas o que corre por msn e msg por ai, sem fonte oficial, é que o evento ta furado. Não venderam nem 4 mil convites a coisa ta sobrando pra todo mundo. Puxa, manda um pra gente então, please! Se bem que ver Chiclete com Banana em um palco é a mesma coisa que fazer uma peregrinação a Meca e não poder dar a volta na Kaaba.

É por essas e por outras que vamos ficar na represa e guardar nosso gozado dinheirinho para dar a volta no trio.No vuco-vuco, encoxamento e no contato humano.

Fotografei você na minha rolleiflex...

Sabe aquela velha história de que ninguém sai bem em foto 3x4, em documentos e tudo mais. Então, imaginem que a gente sem nada mais auspicioso para fazer, fomos navegar pelo site da UNILAGO em busca de outras informações a respeito do Fórum.

Gente, não é que achamos uma seção com fotos e uma breve biografia de EX-Alunos da instituição. Todos com fotos da época que entraram na facu, as fotos da carteirinha. Um monte de celebridades riopretenses sem maquiagem e sem Photoshop. Píramos!


Ai gente, não é de mandar emoldurar e pendurar na sala? Nossa amiga Aryane Garcia de boné no melhor estilo minha chapinha foi pro brejo. A "super cantora" Iza Mariana mostrando que quem tem boca chega a Rede TV. Thais Machado sem maquiagem e sem microfone, foto rara. E nosso amigo Beck sem as lentes de Boni e com seu nome completo. Será que era só a gente que não tinha essa informação?

Ai gente, mas adoramos! Portanto pense duas vezes antes de tirar sua foto para a carteirinha da faculdade, um dia isso cai na net! E dando uma olhada na página, você pode notar que só tem gente empregada. Tipo que um ex-aluno de jornalismo e funcionário na Renner não tem seu cadastro ai. E por isso a gente levanta a pergunta: "Quanto é o chachê para aparecer ali?".

Ah não sabemos, mas já bolamos a nossa:


sexta-feira, 29 de maio de 2009

Hecatombe a vista

Nossa como somos lesadas. Faltou falar quem são os colunistas que participam do Fórum de Jornalismo da Unilago e o dia. O evento acontece no dia 02/06, a partir das 20h e estão sentados? Então lá vai:


Gentem, até agora não nos conformamos com a ausência da nossa amiga Aryane Garcia. Como uma pessoa tão borbulhante fica fora desse chá? Será que tem a ver com a falta de cachê? Mas de resto a gente adorou. É claro que bem mais do que a metade a gente procurou no Google pra saber quem é, mas tudo bem.

Como isso pode não ser engraçado gente? É o acontecimento do ano para os leitores do RPTD. Tinham que criar um canal de perguntas! A coisa mais imperdível, mais vovómafaldística já realizada nesta terra.

Olha, longe da gente rogar praga ou coisa desse tipo, mas vai que um avião derrapa na pista do aeroporto ali do lado e tõenhõenhõe, atinge a faculdade. Nossa, quem ia escrever a nota do dia seguinte? A high decretava luto de um ano e passaria meses andando de pretinho básico da Fórum de R$ 2.000,00.

Agora botamos mais lenha na fogueia e clamamos! Unilago, façam a transmissão ao vivo pela internet desse dia do Fórum, a gente precisa abastecer o mundo com esse evento humorístico!

Agora para fazer coro ao nosso sonho, pedimos a todos os leitores do blog que sejam engajados capivaristicamente a escreverem para o fórum e pedir a transmissão ao vivo. É só clicarem aqui e seguir o exemplo da figura abaixo. É muito fácil gente, podem inventar qualquer nome e e-mail que eles aceitam. A gente testou!

clique e amplie

É nóis no Fórum de Jornalismo


Essa é pra botar fogo na cidade inteira. Semana que vem acontece o Fórum de Jornalismo da Unilago. Dai vocês nos perguntam e o Quico? O quico, filhotes, é que vai ter um dia só para colunismo social. Tipo uns 12 numa mesma mesa. Vai ser um pé-de-pica. Até ai tudo bem. Agora vem a bomba.

Uma pessoa, que implorou para não ser identificada, nos mandou um e-mail informando que era estudante do quarto ano de jornalismo e faz parte da organização do evento e nos informou que (pasmem) eles pretendiam chamar as capivaras para debater junto com os colunistas! TRAZ O DESFIBRILADOR! Uma sincope nos atinge! GEEEEEEEENTE! É de segurar as tetas numa hora dessa.

Estamos apopléticas! A ideia só não vingou porque, segundo nossa fonte, um professor chamado Arnaldo, que apesar de se mostrar interessado e apoiar a iniciativa, chegou a conclusão de que não teria como as Capis aparecerem sem serem reveladas e isso certamente acabaria com toda a graça. Gente, para tudo gente! É muita coisa para nossa cabecinha provinciana.

Imaginem como seria um debate das Capis com colunistas sociais, intermediado por alunos leitores e colaboradores do RPTD? Gente, ia ser uma hecatombe na Unilago. Nossa, daríamos nosso dentes para ver esse debate. Fazemos aqui uma campanha então:
Unilago,
para o bem de todos e a felicidade geral da nação a gente clama: Façam uma transmissão ao vivo pela internet desse dia! Ou transmitam pela canal 15 ou 16. Gente, o mundo precisa ver isso! E de quebra a gente faz uma cobertura ao vivo do evento. Aqui da nossa central mesmo.
Mostrando as discussões, pés-de-pica e vucos-vucos que aconteçam no Fórum. O que acham da proposta?
Ai gente. Mas não podemos perder isso por nada, imaginem aqueles universitários todos com sangue no olho pondo a colunada contra a parede. Vai ser ímpar. Unilago, pensem com carinho na nossa proposta!

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Dig-dig-joy, dig-joy-popoy!

Nove Mil Anjos invadem Rio Preto hoje. A banda que tem na bateria Sandy e Junior, filho de Chitãozinho e Xororó se apresenta logo mais a noite. Daí que pensamos que não vai dar nove mil pessoas não. E a maioria serão meninas estéricas berrando Lindooooo! Mas se bem que estamos em Rio Preto e é provável que gritem também: Borbulhaaaaaante! Vai saber, né?


O pior foi a gente perder a tarde de autógrafos que rolou ontem no Magazine Luiza, promovendo um celular que vêm com músicas da banda. PARA TUDO! Isso mesmo gente! Bota ai: Você sabe que alguma coisa não está legal na sua carreira musical, quando você tem que passar a tarde de uma quarta-feira vendendo celular no Magazine Luiza, em Rio Preto. É pracabá!

Mas se conseguirmos grana, vamos dar um pulo no show. Seguindo a lógica 'Rio Preto te despreza tanto que te mata', pode ser o último show do Juninho e daí é direto pro livro do Lui. Ainda mais depois do estardalhaço que uma declaração sua causou...


Acha Junior!!! Ninguém nunca pensou isso não menino! Só porque você passou a maior parte da sua vida de picumã cumprido, pulando, dançando e rebolando até o chão, no melhor estilo Dig-dig-joy, dig-joy-popoy você acha que isso significa que você é gay?


Ronnie Von responde...

Antes tarde do que nunca...

Hoje, vamos nós a biblioteca quando escutamos: "Ah, tem uma rapaizinho arrumando minha foto, vou aparecer naquele livro, de Rio Preto, do Lelé...". Gente, foi com um estalo. Como a gente pode esquecer? Seguimos uma linha de raciocínio... Lelé, livro, aparecer, Lui... pronto, lembramos do livro do nosso amigo.


Gente por quanto andas essa história? Tá certo que estamos esperando sentadas né, mas já deu. O pior que tem gente que nem aguenta mais esperar e de repente morre. Sério gente!

A história do livro é tão mesozóica que metade dos homenageados ($$$) já partiu dessa pra melhor. A coisa é tão grave que corre a boca pequena que o livro vai mudar de nome. De Win Leaders vais se chamar memórias Póstumas de Rio Preto.



A gente achou Mara. Tomara que tenha uma página do Beto Carreiro. E a gente que não bobeia não, que certeza que tem homenagem póstuma pra nós. Por precaução vamos agora mesmo no macumba online fazer um despacho virtual...

Fit na Fita!

A gente não pode abrir a boca sobre o FIT que a terra treme, até nosso amigo com nome de cor deu as caras por aqui e achamos mara a reposta dele (quem não viu clique aqui). Mas como a gente quer é mesmo ver a terra se abrir, é claro que vamos soltando as fofocas quentes do Festival Internacional de Teatro de Rio Preto. Vamos aos boatos de hoje.

Ouvimos um burburinho sobre onde seria o Não-Lugar, quase tivemos uma sincope com a surpresa. Dado a hecatombica proposta achamos que essa pode ser meio furada, mas se for verdade, é mara. Vamos a todo custo confirmar e repassamos. Só podemos dizer que seria em um lugar aberto e bem localizado. Só isso!

Já a respeito de espetáculos, dizem que o FIT pode ressuscitar "Calígula" e trazer Thiago Lacerda à cidade. A gente não acredita não, mas nas coxias está o maior buxixo. A bomba mesmo de hoje fica por conta da assessoria de novo. Bafão!!!!!

Gente, tá todo mundo pulando fora da empresa que ganhou a licitação. Tão pagando tipo 800 conto pra jornalista trampar no FIT. Olha, a gente acha que é até muito viu, mas o povo ta cabreiro tudo largando mão disso ai. Não sabemos por quê? Nós com 800 conto ficaríamos bêbadas todos os dias no Não-Lugar. Porém como nos lembra nossa amiga: Não-Lugar não bota comida na mesa, né?

Agora aquelas perguntinhas cretinas inconvenientes que ninguém responde: Se a empresa ganhou a licitação com uma determinada equipe, esta pode sofre alterações radicais? A gente não sabe! Mas por via das dúvidas estamos mandando nosso currículo pra lá agora, esperando uma boquinha também, ou será que nossa amiga vai quere tudo pra ela?

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Chópim Senter

Estávamos nós todas belas e libidinosas passeando pelo Rio Preto shopping center nesse fim de semana, quando de repente a gente dá de cara com um fuzuê na área de eventos próximo a praça de alimentação II. Gente, era povo gargalhando, mulheres vestidas de noivas, uns móveis da época da nossa avó, gente da high fofocando e falando alto num vuco-vuco. Quase uma orgia de roupa.

A cena foi tão pitoresca que uma amiga nossa se engasgou com o halls e precisou se sentar.
Ficamos alguns minutos observando aquele pandemônio tão exótico que era super engraçado. Foi uma diversão. Até que a gente deu de cara com o nome do evento:


Gente, não é de comprar um saquinho de pipoca e ficar assistido? Como assim "Invasão das Noivas" gente? Quem inventa esses nomes? Chiquinho Ovídio? A primeira cena que veio na nossa cabeça ao ver esse nome foi a imagem de uma Amy Winehouse a lá Pânico na Tv, vestida de noiva, correndo ensandecida pelos corredores do shopping. Temos certeza que ia ser muito mais divertido.

Falando em Chópi, temos uma denúncia a fazer, ou melhor, uma observação: Marcos Frota comprou um shopping ou o Plaza Avenida virou um circo? Porque o que passam usuários de motos e clientes do cinema de segunda é uma palhaçada! Piadinhas infames a parte vamos ao bafo.

Segunda tem promoção no Cinemais, R$ 2,50. Isso faz com que o mundo vá para ver um filme. O problema é que o descaso com o povo de pouca grana é um absurdo. O pé-de-pica começa na entrada para quem vai de moto. Fila gigantesca de muitas vezes mais de uma hora para conseguir entrar no estacionamento. Não por falta de vagas, mas por falta de cartões de entrada. E nada de usar um papelzinho, não gente. Tem que esperar alguém sair para ir liberando o cartão.


Com isso você acaba perdendo a sessão do filme, mesmo chegando com uma hora de antecedência. Reclama no estacionamento, dizem que a culpa é do cinema, vai ao cinema, nada de trocar o convite e de assumir responsabilidade, dizem que a culpa é do shopping. Duvideodó que fazem isso na Daslu! Nem com os clientes vips que tem talões de desconto.

Se não tem extrutura para atender todo mundo porque faz uma promoção dessa? Resultado: Nós como boas filhas-da-putinha que somos vamos apresentar aqui a nossa vingança criativa ao descaso do Cinemais Plaza Avenida. Vamos ensinar vocês como dar o truque no cinema a assistir ao filme que você quiser, mesmo que a sessão já esteja esgotada. É simples. Prontos para a aula de toma-lá-dá-cá? Então vamos lá!
Assim que você recebe a informação de que o filme que quer assistir está esgotado, pegue uma programação e veja um outro filme, daqueles bem forrecas que sempre sobram, e compre um ingresso para este. É importante que este filme começe pelo menos uns 10 minuto antes do que você quer assistir.

Ingresso na mão você passa pela fila respectiva, adentra o recinto e se dirige a sua sala. Quando estiver, tipo, uns três passos da entrada, mude e direção e vá até o banheiro. Fique por lá batendo um papo, um bolo ou que preferir até aproximar o horário do filme que deseja ver.

Abra o celular e simule uma conversa divertida. Caminhe naturalmente para a sala do filme que estava esgotado. Neste momento deve ter gente entrando já. Você segue o fluxo como se já estava ali antes e só saiu para ir ao banheiro. Se alguém lhe interrogar responda: "nossa meu papelzinho ficou com a moça!"
Pronto, de uma só vez você vinga o cinema, assiste o filme com sessão esgotada e põe todo seu desprezo em prática contra aquele que te desprezava. Bom né gente? Bora praticar então e Chópins... Bora respeitar o povão que não compra nada mais ajudam e muito vocês se alegraram com as planílhas de fluxo!

Hoje é Dia de Desafio

Desafio de hoje: Passar 15 minutos em frente do Canal 15 ou 16 sem pestanejar.

Hoje é dia do povo puxar caminhão de bombeiro, dar a volta na escola e botar aquele shortinho de cotton. Nós como boas sedentárias que somos ficamos dentro d'água para evitar a fadiga. Pra falar a verdade a gente adorou mesmo foi o slogam provoca terremoto da campanha: "Você se mexe e o mundo mexe junto". Gostamos tanto, que resolvemos dar a nossa contribuição para Rio Preto ganhar a disputa do Dia do Desafio.


Gerssistas como grandes brasileiros é claro que a gente ia dar o truque na organização do evento né. Acabamos de ligar lá na secretaria e dissemos que nós e um grupo de 30 amigas demos uma volta em torno da represa. Tudo balela, claro. Mas se é pra ganhar uma competição a gente da o truque mesmo. Agora a gente só quer ver se Black River ganhar por menos de 30 participações, vai ser Mara!


Gente, mas essas história de 15 minutos de atividades físicas no Dia do Desafio é muito Paulo Cintura pra gente. Se fosse a gente que organizasse isso em Rio Preto a coisa ia ser bem mais desafiadora. Montaríamos um ringue lá na Praça Rui Barbosa e fazíamos 15 minutos de desafio entre os famosos da cidade.

Tipo: Rillo x Piacenti; Cida X Andrea; Lúcio Ramos X Jorge Maluli; Mané x Valdomiro; Ruy x Lui; Aryane x Pessoa que comentam no RPTD; Capi x High. Gente, ia ser mara. Certeza que ia ter muito mais gente/carrinhos de pipoca por metro quadrado do que showmício com dupla sertaneja. Fica a sugestão para o próximo ano.

Notícias "ditiatro"

Não nos pergunte como, mas a gente já tem o nome de dois espetáculos do FIT confirmados. Aii, a noite valeu a pena...

Primeiro a confirmação: Fernanda Montenegro vem para o FIT mesmo gente. Babado. Val, bora botar o povo pra limpar os matos da cidade porque se Bia Falcão passar por aqui e ver sujeira, já era. Mas queremos só ver as "otoridades" políticas e sociais dessa cidade se digladiando por uma foto com a atriz. Nunca vão ao teatro, mas em época do FIT, pagam uma de cult.


Mas voltando ao assunto Montenegro, ela vem com o monólogo "Viver Sem Tempos Mortos" e é claro que não vamos perder. Depois do bafão de Bia Segall dando piti no meio de sua apresentação no ano passado, a gente não perde outra global por nada.

E como o festival tá mesmo global e recordiano. Outra atração é a atriz Regina Braga. É, a gente também fez essa cara de "Regina quem?". Mas para isso existe o google. Regina Braga é mãe do também ator Gabriel Braga Nunes (hummmmm) e casada com Drauzio Varela! Isso mesmo gente, o médico do Fantástico.


A atriz vem acompanhada do ator Rodrigo Vaz e apresentam o espetáculo "Por um Fio", escrito pelo marido de Regina, nosso doutor dominical. Agora se Fernandinha já deve causar aqui em Black river, imagina o que seria se uma família inteira de famosos viesse para cá? Hecatombe na high de Rio Preto. Haja agenda para jantares e coquetéis que nossos amigos serão bombardeados. Mas como a gente é pouco ligadas nessas coisa de família mesmo, a gente só deseja que Gabriel faça uma visitinha por essas bandas e se acabe lá na represa!

Nossa próxima meta agora é descobrir onde será o Não-Lugar este ano. Mas a coisa tá dura, ou melhor, tá molhe. Nem com nosso corpo a gente consegue tal informação. Mas estamos chamando um amiguinhO para nos ajudar e agora é capaz da coisa levantar.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Locomia Locomotiva!

E sábado passado rolou a Weekend Locomotive. Não gente, não foi uma festa a bordo do Trem Caipira, foi um evento para a high se esbaldar e se mostrar. E é claro que a gente foi atrás dos lances a bafões dessa festinha do povo criado a leite de pêra e ovomaltine.

O primeiro bafão já rolou lá perto do bar. Era um fuzuê. Gente se encoxando, esfrega-esfrega e espera para conseguir um copinho plástico de Soda. Pior que Mixed em dia de pico (a).


A coisa tava tão difícil que logo o povo desceu do salto e partiu para o saque das bebidas. E dá-lhe higher andando com tubaína de baixo do braço para cima e para baixo. Um luxo só. A gente acha mara.

Mas fora isso, segundo fontes, tudo correu bem. Leia-se "tudo correr bem em um festa em Rio Preto" é: High desprezando; povo se matando para aparecer na foto; camarote desprezando um pouco mais alto; essas coisas. Tudo ia bem nas fotos até que topamos com essa imagem aqui:

Gente, é impressão nossa ou é um dos gêmeos mais POP's dessa cidade fazendo um bilu-tetéta nos lábios mais baixos dessa moça? Ihhi gente, com direito a dancinha no poste e pose de baile funk. Nossa como a gente perde essas coisas?


E nosso amigo do orientalizdo adorou mesmo a gogo-high em cima do queijinho. Ficou coladinho tipo cara-busanfa com a amiga desinibida, e o povão se acabando na festa. Mas como em todo evento, esse também tinha muita gente bonita, tinha muita gente pobre também. Mas a gente tende a achar a graça das festa no povo que significa.


Pra falar a verdade a gente adorou essa história de festa com nome de Trem. Tanto que até pensamos em criar uma versão mas popular desse evento. Se bem que combinação com Trem e álcool uma vez quase acabou com Rio Preto...


Mas mesmo assim vamos tocar o projeto baseado nessa Weekend. Uma festa que vai rolar o fim de semana todo lá na Represa. Vai ser a Weekend Maria-Fumaça. Evento que vai agitar desde a margem da represa até os trilhos da ALL. "Uma estrutura nunca vista em Black River".



Os convites já podem ser adquiridos nos quiosque da represa, Loja Kafofo, Shopping Azul - box 666 e no calçadão de Rio Preto, na Caedu e Rua Brasil. Não fique de fora dessa balada open-bar de água da represa e frutas colhidas na hora. Não percam!

Para ler ouvindo: Locomia

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Na hora eu esmudeci...

DE ARROMBA

O high que se cuide. O presidente do Sindicato dos Motoristas e candidato derrotado a vereador Daniel Caldeira disparou convites para o seu aniversário, na quadra do sindicato, no dia 6 de junho. A festa será à fantasia.
MEODEUS! Precisamos encarecidamente de um convite dessa festa. Vai ser a coisa mais engraçada dos últimos tempos na cidade. Uma festa à fantasia organizada por Daniel Caldeira? Gente, é quase um velório animado pela banda Calypso, aquela mistura de tristeza com tecnobrega. Uma coisa ímpar!

Necessitamos ir a um evento desses. Até porque baseado no indiscutível bom gosto do anfitrião a festa será pra lá de divertida. E para tentar levantar informações entramos no site do sindicato... Prepare-se.


Depois de sermos recebidos por essa imagem do prédio sede do sindicato, imaginamos, nada pode ser mais exótico do que isso, né? Enganamos-nos. Olhando as fotos, encontramos isso:


Sim, querido leitores. Nosso amigo construiu uma réplica do Corcovado com um Cristo Redentor na sede de campo do sindicato. Gente, quem em sua sã consciência gastaria dinheiro para construir uma réplica de Corcovado com um Cristo? Onde a gente estava que perdemos o elo entre obras faraônicas e obras fanfarrônicas?

Pelo menos agora já temos uma sugestão fodástica para aparecer na Festa Brega da Imprensa. Vamos fantasiadas de Daniel Caldeira e faturar nosso prêmio!

Plantão RPTD

Acabamos de receber a informação de que tá acontecendo um protesto lá no terminal e a Circular não tá nem ai pro povo, desprezando geral. Uma verdadeira algazarra e palavras de ordem contra o aumento do preço da passagem. Mas nem pensamos duas vezes. Estamos largando nossa comida no prato e voando pra lá. Nem anda de ônibus a gente anda mais, mas nossa memória é muito boa pra esquecer o sofrimento que a Circula Santa Luzia causou na nossa vida. E é claro que vamos lá apoiar o protesto.

Bora protestar também povo!!!

sábado, 23 de maio de 2009

A gente é o que nos influencia...

Da coluna de Nenê Homsi:
Poderosa
Direto de Miami, a rio-pretense Barbara Jalles Guimarães acaba de ser eleita como uma das 16 jovens mais influentes do Estado de São Paulo. A notícia foi veiculada no blog It Girls, editado pelos colaboradores da Vogue e Vogue RG. A tendência “it girls”, em alta no planeta, busca trocar modelos por pessoas de alta influencia para potencializar marcas em campanha de moda. Dia 6 de junho, Barbara fará fotos para marca RV Made For.

Olha amiga, mesmo
sem nem ao menos lhe conhecer, e mesmo com todo o respeito que temos por sua pessoa, afirmamos categoricamente, que você não nos influencia em absolutamente nada, com todo respeito. Pois nunca vimos absolutamente nada que você tenha feito de útil para a sociedade de modo geral, desde o high até a Dona Maria da periferia.

É por essas e por outras que preferimos idolatrar e nos deixar influenciar por pessoas como o nosso amigo Alvarenga, que com seu discurso, expõe e joga no ventilador, todas essas coisas praticamente desimportantes, que só importam a meia dúzia de pessoas, mas nos são vendidas como algo praticamente imprescindível a nossa existência. A gente gostaria de rir disso, mas não conseguimos...

...


...


...HAHAHAHAHAHA, É IMPOSSÍVEL NÃO RIR! Pegadinha do Malandro! HAHAHAHAHAHAHAHAHA.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

É a proposta!

Se você não entendeu essa imagem, tudo bem. É a proposta!


Gente, nós somos capivaras, mas gostamos de pagar uma de intelectual e frequentar os eventos e a classe alternativa da cidade. Mas tem coisa que pra gente é demais.

Hoje tem apresentação de um grupo de teatro de Campinas, o Lume Teatro, que o pessoal "ditiatro" idolatra, mas a gente prefere lançar uma pergunta. Alguém que assiste eles conseguem entender alguma coisa? Porque a gente jura que tentou, mas a última vez dormimos mais de meia hora no Nelson Castro. Até um sênior, irritado com nosso descaso, começar o seguinte diálogo:
- Respeitem os artistas!
- Cumã? Ah é que não entendemos nada...
- É a proposta! Pseudos-intelectuais...
Pena que na época não andávamos com nosso desfibrilador portátil. Quase tivemos um ataque de riso. Confessamos que até hoje a gente rola de rir do sênior dizendo isso pra gente. E sempre imaginamos que enquanto a gente tá em um posto morrendo de beber, ele deva estar em um chá na casa da Claúdinha. E chegamos à conclusão que ser pseudo-intelectual é muito mais divertido.

Mas como somos brasileiras e não desistimos nunca, é claro que vamos ver esse espetáculo também. Até porque, se essa história de artistas que visitam Rio Preto e "acordam" mortos continuar, pode ser a última vez que vemos eles, né.

Visite Rio Preto e...


Gente, essa cidade é um verdadeiro matadouro para uma pessoa da classe artística. Depois de Claudia Leite passar por aqui e ter o filho internado com meningite, a gente lê essa notícia hoje:


Para Tudo! Vocês sabem quem é esse, gente? É, a gente também jogou no Google para ter certeza se era um dos integrantes do trio, que tocou no Municipal domingo. E era! O músico cantava junto com Sá e Guarabyra, e se apresentou na Virada Cultural em Rio Preto, a menos de 5 dias. Foi seu último show!

O que será que se assucede? Será o ar? Será o desprezo? Será a água do Semae? Será o canal 16? Não sabemos! Mas algo, definitivamente, assim como um ebó ou um encosto, vem tirando o sono e até a vida de quem vem se apresentar em Rio Preto.

No momento estamos buscando informações sobre o estado de saúde de Dionne Warwick e seus familiares, mas até agora nada foi divulgado, porém continuaremos monitorando. Pelo menos para uma coisa, essa história toda serve, né? Alexandre Pires faz show hoje a noite por aqui... [/risada maligna]

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Não use drogas!

Hoje confirmamos uma coisa. Definitivamente ouvir pagode faz muito mal para a vida de uma pessoa. Vide o caso de Alexandre Pires. Cada dia que passa a gente fica mais apopléticas com nosso mineirinho. É que como ele faz show aqui na cidade amanhã, nós, como boas desocupadas, pensamos: "Vamos dar uma olhada outra vez no Blog dele para ver as novidades"...

Sim queridos leitores, como já narramos aqui, Alexandre Pires possui um blog, com direito até a sotaque mineiro forçado proceis. Mas quando entramos no blog... Gente do céu! Sabem aquele sentimento misto de pena e vergonha alheia, foi isso que sentimos ao ver as fotos que o cantor colocou do seu filho.

Famoso desde nascença por causa deste post do TDUD, o garoto continua com toda a garra, enfrentando as maluquices e peripécias do pai para se auto-promover usando o filho. O que você pensaria se seu pai lhe vestisse de cowboy dos pés a cabeça, com direito a bota, chapéu e fivela, abrisse seus dois braços e lhe obrigasse a tirar uma foto para divulgar para o mundo todo pela internet?

Eses (sic) dias nós fomos pra fazenda e eu separei umas fotos do Artur pra mandar proceis. Esse foi o primeiro contato do Arthur com a bicharada, com os gados e pelo jeito o moleque leva jeito. Ceis que sempre pedem fotos dele, espero que ceis gostem.
Beijim do mineirim
Pra falar verdade a gente amou. E o moleque também, né? Tá na cara que ele adorou a experiência. Só pra contrariar colocamos essa imagem no nosso papel de parede. Agora depois de ter feito isso aqui na Expo do ano passado, esperamos qualquer coisa desse show amanhã.

Eu não to fazendo nada, nem você também...

Gente, quinta-feira e Rio Preto está às moscas. Nada acontece. Sem briga de colunistas, sem políticos piadistas, nada... E pra piorar a gente abre o jornal e encontra notícias super importantes como essa:
Ronald McDonald faz Pocket Show em Rio Preto e Catanduva

Quem ficará até este sábado atuando no eixo Rio Preto-Catanduva é o personagem Ronald McDonald, o embaixador da alegria junto às crianças do mundo inteiro. Ele fará visitas a creches, escolas e hospitais, incluindo shows em vários points da cidade. Neste sábado, a partir das 14h, ele protagonizará um “show de bolso” na área de alimentação do Plaza Avenida Shopping.
Ronald McDonald fazendo um Pocket Show? O que será que ele tem pra falar ao mundo, gente? Não sabemos, mas deve ser algo muito próximo a um sinal do apocalipse. Vejamos o que diz o livro no capitulo 13, versículo 4 e 5:
E adoraram o dragão que deu a besta o seu poder, e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante a besta? Quem poderá batalhar contra ela. E foi-lhe dada uma boca para proferir grandes coisas e blasfêmias e deu-se-lhe poder para continuar por 42 meses.

Tudo isso só pra gente dizer que em um ímpeto de ar puro encontramos no Yahoo Respostas a seguinte definição para Pocket Show:
A expressão "Pocket show" significa, ao pé da letra "Exibição de bolso". Trata-se de um procedimento policial muito comum nas grandes metrópoles. Caracteriza-se pela ordem dada por um oficial da lei no sentido de que o suspeito mostre seus bolsos imediatamente, sob pena de ter suas situações físico-legais imediatas e futuras severamente comprometidas.
A gente morre com a criatividade brasileira! Gente assim que deveria ocupar o horário de terça-feira a noite na Globo.


quarta-feira, 20 de maio de 2009

Arroz de festa sem nem ir

A gente recebe cada e-mail que é de cair a teta do peito! Já não basta o povo querer usar do nosso corpinho, querem agora gozar da nossa presença. É que fomos informadas de que um cidadão da press organizou uma festa e espalhou para Deus e Rio Preto que no evento teria uma convidada especial. E quem seria essa convidada? A Capi do RPTD.

Gente, para a Maria-Fumaça que queremos descer! Que caverna a gente se escondeu, que perdemos o elo entre festa da High com convidados globais e aniversário com capivaras como atração? Como isso gente, Medusa penteia esse cabelo! Não falta mais nada para a nossa vida. Se ao menos rolasse um cachê, ou uma bebida grátis... Mas nada!

Aiii, o jeito é partir para uma carreira de arroz de festa, né? Quanto será que o Nenê paga pra gente ir na feijoada dele? No suposto lançamento do livro do Lui a gente vai de graça, devemos muitas horas de diversão para ele...

Trilogia Alvarenga - Vale muito a pena ler

Ecoando ainda o assunto Luciano Alvarenga, a gente não podia deixar de citar o que chamamos de "Trilogia Alvarenga". São três textos que vão profundamente desvendando o desprezo de Rio Preto, a High, colunas sociais e tudo o que isso implica. Ficamos maravilhadas com o texto. Tanto que escrevemos isso para o autor, assim que acabamos de ler a trilogia:

Querido amigo, esse foi, sem dúvida, o texto mais brilhante que já lemos sobre Rio Preto!

Estamos aqui embasbacadas, com respiração ofegante e olhos arregalados com sua maestria, inteligência e brilhantismo em suas palavras. Impar! Nem por meio das nossas piadas e brincadeiras conseguimos se diretas de maneira tão inteligente.

As palavras nos faltam, desculpe. Mas é que a emoção de ler esses texto e compreender filosoficamente, mesmo, aquilo que a gente sentia, aquilo que de certa forma a gente percebia, mas nunca, nem pra nós mesmas, conseguimos exteriorizar ou interpretar tão claramente, mexeu verdadeiramente com a gente.

Antes achávamos que você era inteligente. Hoje percebemos que você pode ser um sábio, o que é muito diferente. É aquele e tipo de pessoa que realmente faz diferença na existência de uma sociedade! Parabéns amigo, e nos sentimos mais do que gratas por lembrar da gente, na hora de escrever essas palavras! Obrigada!

RT - Rio Preto Te Despreza

Gente, estamos lisonjeadas e levemente libidinosas com esse texto, praticamente dionisíaco, escrito pelo nosso amigo Luciano Alvarenga. Nossa emoção foi tamanha que republicamos aqui, na integra, essas palavras totalmente excelentes.



Que razão explica o sucesso de público e ao mesmo tempo a intensa preocupação de determinados setores da sociedade em descobrir quem está por detrás do blog “Rio Preto te Despreza”. O humor provocativo, aliás a melhor característica do humor, começa com o insólito título do blog.

Mas quem Rio Preto despreza? E por que Rio Preto desprezaria? É claro que o fato de o blog ser anônimo é o que mais incomoda quem se incomoda com ele. É antiga no Brasil esta coisa de produzir textos apócrifos ou com pseudônimo; uma maneira, eficiente, de se proteger numa sociedade sempre marcada pelo desmando de coronéis e amigos do rei. Numa sociedade em que as oportunidades são distribuídas como benesses por quem tem o poder, ainda mais num contexto (interior do Estado) em que todos se conhecem, manter-se anônimo é uma forma de levantar qualquer discussão ou crítica não comprometendo a própria existência.

O que desespera em quem se vê como personagem citado e ironizado no humor produzido pelo RPTD, é que não possui meios de evitar ou impedir que o humor seja feito, estas pessoas estão desarmadas. Não há como demitir do emprego, nem demitir o irmão, nem pressionar os pais, nem fazer uma lista negra com os nomes malditos, simplesmente por que não se sabe quem são. Mas o pior para quem se vê desmascarado pelo humor daquele blog é o fato de não se poder fazer uma campanha de desqualificação dessas pessoas. Tendo em vista que os que são ironizados são quase sempre os que teriam meios coloniais de impedir que o mesmo seja feito, acaba que o RPTD consegue atingir seu objetivo – criticar pelo humor.

Mas certamente que a maioria esmagadora dos que acessam aquele blog são de pessoas (excluídas dos símbolos e signos do sucesso) que se sentem vingadas nas piadas e gozações patrocinadas por quem está ou estão, nos bastidores do blog. É claro que quem assiste pela TV e revistas os “chiques e famosos” que muitos desejariam ser, sente-se vingado pelo humor cáustico produzido pelo pessoal do blog. Mas existe outro elemento importante a frisar.


A ironia produzida pelo blog tem trazido a tona determinadas verdades sobre pessoas, esquemas, empresas, que até então era discutida apenas na cozinha da casa de cada um que, experimentava agruras, tristezas e raivas sozinhas, mergulhadas na própria solidão. Aqui, duas questões se impõem primeiro a de que “nem tudo são flores” como querem muitas vezes que acreditemos e que o colunismos social vende a bom preço. É evidente a quem queira ver que, as pessoas por trás do blog querem desmascarar a idéia de Rio Preto como terra de oportunidades; é nítido o descontentamento “destes” profissionais com a situação a que chegou as coisas na cidade, no país e no mundo. Em segundo lugar, o fato de que o blog tem sido o único lugar que pessoas competentes, que estudaram, se dedicaram e que não encontram reconhecimento ou nem mesmo espaço profissional na cidade onde moram. Eles querem fazer pagar o preço por terem se preparado profissionalmente e estarem descartados e supérfluos, sejam em termos salariais, ou de oportunidade.

A explícita demonstração do descontentamento está em atazanar pessoas que vivem de produzir imagens fantasiosas de si mesmas, enquanto pessoas reais apertam-se num segundo plano vivendo desbotadamente uma juventude profissional semi-empregada. O Rio Preto te Despreza é um entre muitos fenômenos que vem emergindo pelo país e que trazem um grande rancor pelas promessas não cumpridas, pelos discursos mentirosos de felicidade para todos e oportunidades sem fim. A crescente violência que cresce nas ruas e pela internet como se vê em sites e Orkuts criados apenas para agredir pessoas, é uma evidência disso.

Para terminar. As pessoas não vão, depois de passarem anos ouvindo o discurso do sucesso e do consumo, aceitar mansamente que elas não servem são o excesso a ser descartado.


terça-feira, 19 de maio de 2009

RPTD te ensina

Hoje vamos começar uma série de aulas que ensinam como você, nobre cidadão, pode abrir sua coluna social e fazer sucesso pelo high da cidade.

Primeiro você tem que dominar todos os clichês da área... O quê? Você não sabe nenhum? Hummm, vejamos: Vamos exemplificar então uma notinha sobre festas em Rio Preto para vo. O que sempre tem que ter em notinhas desse tipo. Vamos lá:
- Locais como Villa Conte, ou Vila Badden e um nome em inglês para a festa.

- Expressões do tipo "Novo conceito", "Primeira vez em Rio Preto" e "Extrututura nunca vista na cidade".

- Também é fundamental supervalorizar as atrações, como "TOP Djs", "O melhor do Brasil", "O mais requisitado em festas do Rio e de São Paulo"

- E claro, por uma atração a mais, tipo uma gravação de DVD, nem que seja nomes que ninguém conhece, falou em DVD, a high se atiça toda.
Para fechar a exemplificação, vejamos uma notinha retirada da Coluna do Nenê Homsi desse domingo, para termos uma ideia de como colocar essas dicas em prática.

Novo conceito
Está agendada para 10 de junho, véspera de feriado de Corpus Christi, no Villa Conte, o “Freedom House”, um novo conceito de balada open air. A DJ convidada é Ale Rauen, considerada a melhor do Brasil. E os DJs Evandro, Einstein, Sacul e Marcelinho vão gravar, juntos, o seu primeiro DVD.

Viram? Fácil não? Em breve traremos mais dicas para você montar a sua própria coluna social e arrasar com os cachês e festas grátis.

No sábado, Noel foi pro Quinta

E como estivemos ocupadérrimas nos jogando pela Virada Cultural de Rio Preto, não podemos atender o convite do nosso amigo Jotinha para o show de Dionne Warwick. Mas é claro que como boas bafoneras que somos mandamos um enviado especial para registrar o evento.

Depois de muita discussão, resolvemos resgatar nosso amigo Noel Jalles lá do almoxarifado do Rio Preto Shopping e mandá-lo ao evento. Já que nosso amigo é funcionário do maior templo da high em Rio Preto e tem grande penetração nos ricos e famosos da cidade. Sua presença não chamaria a atenção.


Isso se nosso amigo não tivesse bebido, né? Porque foi só dar uns golinhos e começou a zoação. Quando Noel encontrou outro amigo nosso, não resistiu e tirou uma foto ao melhor estilo "faça chifrinho em uma celebridade".


Em seguida nosso amigo surtou, ao avistar seu ídolo, o Tonho Da Lua, e Noel partiu em disparada para abraçá-lo. Imitando Ruth/Raquel, Noel conseguiu convencer Marcos Frota de se sentar no colinho do Papai Noel para uma foto. Entre brincadeiras e piadas, quando questionado por Noel sobre seu Circo, Marcos respondeu:

"Circo é isso aqui. Joga uma lona por cima pra ver o que vira!"

Quando o show começou, Noel procurou um lugar para se sentar, mas como não tinha assentos duplos para obesos começou a se irritar. A situação piorou quando confundiram ele com o Prefeito e daí a coisa desandou.


Revoltado da vida com a sua situação, nosso enviado, em um ímpeto de Joana D'arc, decidiu subir no palco como protesto. Foi exatamente nesse momento que um fã da cantora, lembrando que ela já morou no Rio de Janeiro, grita lá de baixo: "Canta aquela música sobre a Cidade Maravilhosa que tanto tem a ver com esse empreendimento!", e Dionne solta:

"Nunca vi cartão postal que se destaque uma favela,
Só vejo paisagem muito linda e muito bela."

Ps: Noel Jalles foi detido e encaminha ao almoxarifado do Rio Preto Shopping de novo, onde aguarda a próxima decoração de Natal.


segunda-feira, 18 de maio de 2009

Virada Cultural das Capivaras

Gente e a ressaca foi tamanha que as atualizações estão atrasadas, mas a gente literalmente virou na Virada Cultural. Viramos várias garrafas de vinho, viramos gente alternativa e de quebra, viramos a pata na cara de quem passava a mão na gente, porque adoramos um barraco.

Falando em barraco, depois da tragicômica abertura da virada com o Prefeito e uma soltura cafonérrima de meia dúzia de balões de festas, o evento deslanchou. E foi o máximo, isso temos que reconhecer. Foi bem organizado e tiveram poucos atrasos. Mas como a gente ta aqui pra falar dos bafões que é mais gostoso, vamos embora.

Depois de duas garrafas de vinho para espantar o frio, finalmente o Sepultura entrou. Se não tivessem anunciado a gente juraria que era o Necrofobia que ainda estava tocando, era tudo igual. Só um rock satânico e uns berros guturais... Mas a gente adorou. Adoramos tanto que, claro, nos jogamos no meio dos roqueiros cabeludos e começamos a pular e berrar igual. Ai gente, recomendamos, faz uma limpeza na alma.

Até que apareceu um segurança, ou a gente acha que era isso, e soltou uma espirrada de spray de pimenta. Nossa porque a gente sempre tá nessas coisas? Foi um pé-de-pica. Depois de muito tropeçar e bolinar algumas pessoas chegamos até o alto das arquibancadas e resolvemos que era hora de ir ver o Tubinho no Municipal.

Dai nossa Virada prosseguiu sem mais incidentes, interrompido apenas por este problema aqui ó:


Gente, acreditem ou não, isso era o banheiro químico do Anfiteatro. Juntando urina, fezes e vômitos de 60 mil pessoas durante 24h e ninguém limpou. Estava transbordando. Seguramos a tentação de encher mais um pouco isso ai e fomos fazer nossas necessidades lá perto do Júpiter. E acabamos pirando no show do Funk Como Le Gusta.

Pronto, essa foi a nossa Virada Cultural, ou o que a gente lembra de ter sido. E esperamos ansiosamente outros eventos culturais pela cidade, e de graça claro. Porque nada melhor do que pagar uma de cult e ainda não ter de pagar nada por isso.

domingo, 17 de maio de 2009

Vaiada Cultural!!!

E a gente tá adorando essa história de trocadilhos com o nome da Virada. Mas o que fez a gente quase ter um ataque ontem na abertura do evento em Rio Preto é algo que se encaixa nessa série aqui:


Raciocinem com a gente. Se você é um prefeito com problemas na administração e, por consequência, não muito querido pelo povo. Vai a um evento com 15 mil pessoas, alguém cita seu nome e uma vaia homérica se faz presente, você:

A) Manda Oscarzinho Pimentel te representar
B) Diz que esqueceu a panela de feijão no fogo e volta pra casa
C) Finge que está no celular e não ouviu
D) Simula um AVC
E) Sobe ao palco e diz um oi para o povo, como se nada estivesse acontecendo

Sim gente, nosso querido Prefeito Valdomiro Lopes escolheu a alternativa "E". Gente, foi uma das maiores vaias que já presenciamos na vida.

Tudo começou quando um homem falava ao microfone sobre o início da Virada. Logo citou o nome do Prefeito e pronto: O Anfiteatro quase veio abaixo. Não foi uma ou duas pessoas não, pelo o que a gente averiguou foi tipo, uns 90% dos presentes e o restante dos mudos se dividiram em caras de riso e espanto com a mão na boca.

Daí o cara começa a berrar no microfone, a vaia se intensifica e técnicos sobem o som do microfone. A platéia vai se acalmando quando o apresentador, em um ímpeto de desafio e falta de amor a vida cita o nome de outro político: Vaz de Lima. O pandemônio se repete. Vaias, berros, crianças chorando. Outra vez o truque de aumentar o som do microfone é utilizado.

Pronto, pensamos, quando nosso nível de vergonha alheia começou a se estabilizar. Agora eles não vão ter a audácia, ou melhor, a falta de amor próprio de subirem nesse palco. Afinal o cara só citou o nome deles. Mas não querido leitores, como bons masoquistas ou Joselitos sem-noção eles sobem ao palco da Virada Cultural e o evento muda de nome. Passa a se chamar: Vaiada Cultural. A vaia do ano!

Sobe o Prefeito com a primeira dama, sobe Vaz de Lima com a esposa, sobe secretário de cultura e sobe o público na arquibancada, chão e carrinhos de pipoca. Quase todos de pé, com as duas mãos simulando um mega-fone na boca e o som da vaia deve ter sido ouvido por nossa amiga lá na Inglaterra.

Gente berrando, gente rodopiando, crianças gritando, pipocas voando, capivaras mergulhando, prefeito falando e absolutamente ninguém, N-I-N-G-U-É-M ouvindo. Nem o truque do microfone resolveu. Foi impossível ouvir o que o Prefeito dizia. Microfone nas mãos de Vaz de Lima e a mesma coisa.

Nossa vergonha alheia começou a atacar. Quase tivemos um troço. Nossa vontade era ir lá ver de perto, var a cara do povo no palco, mas nosso corpo não obedecia. Nos contentamos em simplesmente por a mão na boca e preservar nossa cara de divertido espanto por aproximadamente umas três horas.

Até agora não nos perdoamos por não ter filmado isso. Mas esperamos de todo o coração que uma alma caridosa tenha feito isso e mandará para gente. Afinal, isso faz parte da história da cidade, de sua política e manifestações. E como sabemos que as Tv's daqui vão fazer vista grossa, alguém precisa registrar esse ocorrido para mostrar aos nossos filhos.

Porque algo nos diz, que um vídeo desses é muitos mais importante e útil para a memória de uma cidade, do que um cortejo de ex-prefeito em preto e branco.

sábado, 16 de maio de 2009

Vêm potranca, chega ai!

E já estão sabendo qual é o novo show "mármore do inferno" desse fim de semana? O grupo Jeito Moleque se apresenta em Rio Preto e ganha uma cartela de Hiper Cap quem acertar onde vai ser show. Onde mais queridos amigos? No único, sensacional, maravilho, vitaminado e fanfarrão, Palestra Esporte Clube. O lugar que mais contribui para a cultura musical em Rio Preto desde a proibição de showmícios com duplas sertanejas.


Mas o que nos chamou a atenção foram as "Mais informações":
Show com Jeito Moleque AO vivo em Rio Preto
- dia 16 de maio ás 21:00hs no Palestra Esporte Cube no centro de rio preto
- na Participação Especial DJ KADOO gravando o seu dvd ao vivo
- Abertura Grupo Nosso Encontro
- e mais Apresentação da Equipe Planet Wheeling

Apoio: ARMAZÉM 21. SOM BARSIL. SERV FESTA IPIRANGA E LANCHE DO ANTONIO
Lanche do Antonio? Nem vamos fazer piada, tadinho. Mas para tudo gente, gravação do DVD Ao Vivo do Dj Kadoo é mais sensacional ainda. Ai gente que tentação... Passar frio na represa, correndo o risco de cair no sono com Ludov ou ir rebolar até o chão, parando na posição no Palestra? Ahh, a gente confessa que é tentador. Mas vamos ficar com a Virada que deve ter mais gente exótica.

Aliás, acabamos de ter uma ideia hipercapirística. Tipo, pegar nossa amiga Aryane Garcia e fazer um dia de humildade. Levá-la para um show no Palestra e se integrar com o povo até o chão. Será que ela topa. Pagando bem, temos certeza!

Geada Cultural

Nossa gente, hoje acordamos com uma vontade de carpir um lote, mas essas condições climáticas não são favoráveis. Então, para nos aquecer, vamos ajudar com a mudança de uma amiga mesmo. Por falar nesse clima, praticamente hecatombico, em Rio Preto estamos imaginando como será a Virada Cultural esta noite. Vai ter gente se virando pelo avesso pra se aquecer na represa. Tanto que até vão mudar o nome do evento para um mais apropriado. Algo do tipo: Geada Cultural.

Ah, põe ai! Que tomar garoa é a nova moda em tratamento estético para a cútis em Paris, que a high (que não, gente, não tem absolutamente nada mais útil pra fazer do que seguir padrões de moda) caí em peso e casaco de pele na represa. Curtem Sepultura e tudo. Sepulta! Ou como diz uma amiga nossa: Serputa!

Mas uma coisa nos preocupa nessa Geada Cultural. Que história é essas da coisa parar às 4h e só voltar às 10h? A gente quer rock satânico até o sol raiar! Até porque não temos nenhuma outra desculpa para ficar na rua bebendo até às 8h. É por issso que um lado nosso (o mais rebolation), tende a ir se aquecer lá no show do Jeito Moleque... Ai G-sus...

Vira-vira, Virada!

E chegou a grande maratona cultural versão província! Hoje é dia de Virada Cultural Paulista pelo Estado de São Paulo... e também em Rio Preto. A gente ama esse evento por uma série de motivos. Um deles é que podemos passar 24 horas bebendo e se reproduzindo, que nossa mãe vai acreditar que a gente tá no Teatro Municipal vendo dança flamenca (zzzzzz). Não é mara?

E como boas capivaras pseudo-intelectuais que somos é obvio que vamos nos jogar na Virada, do início ao fim, até a última ponta. Tudo de graça, a gente nem quer saber se é bom ou ruim, a gente quer é circo. E prometemos fazer um cobertura especial sobre esse evento que acontece bem ali no nosso quintal, no Anfiteatro da Represa.

Mas como boas filhas-da-putinha, renomeamos o evento a nossa maneira e vamos fazer nossa cobertura com uma conotação sexual. Porque essa coisa de fazer críticas de show e de teatro é muito “Ôooooôooooô” pra gente. E gostamos mais é de uma coisa carnal.


Até porque, mostrar as apresentações é coisa de Tem Notícias, a gente quer é ver o vuco-vuco, saber o que acontece nos banheiros químicos e quantos corpos serão achados na represa. Ou flagrar alguém da high batendo bolo na Renata... Ahh, isso ia ser Mara!!!

Mas enfim, aguarde novidades que assim que tivermos desalcoolizadas atualizaremos aqui. Até lá, só temos uma coisa para adiantar sobre a Viada Cultural:


by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru