quarta-feira, 22 de abril de 2009

Axé, meu Pai!


Não sabemos ainda se foi ebó, reza da Irmã Selma, ou se a alma do próprio Tiradentes, em pérola e fumaça, baixou na cidade para fazer acontecer aqui uma Capivarência Riopretera. O fato é que um pandemônio tasmaniano tomou conta dos quatro cantos dessa megalópole dos grandes lagos, nesse feriadão nacional.

Tudo deu confusão do tipo de gente sendo atropelada desde nas escadas rolantes do Plaza, até no trio elétrico no recinto, passando por um estouro da boiada de seguranças do Fest. Tudo ao hecatombico estilo
livro apocalipse de ser.


Nossa caixa de e-mail está quase entupida de tantas mensagens recebidas sobre nossa querida Micareta que passou. Depoimentos cativantes de todas as partes e situações. Desde gente na pista, camarote, em cima do trio e até do chiqueirinho, contribuiram com milhares de informações que bradaremos agora.

Primeiro: Bafão na imprensa: Segundo relatos, houve um vuco-vuco na entrada da press e quase ninguém passava. Gente gritando, gente chorando e a gente se mijando de rir. Achamos é pouco! Como nós não ganhamos nada queremos mais é ver o circo pegar fogo. Outra informação que recebemos diz que em um dos dias acabou a bebida, mas isso ainda não foi confirmado.

Mas a maioria das mensagens relatam o ocorrido com a menina que foi atropelada pelo trio. Gente, que que isso? Círio de Nazaré? Peregrinação a Mecca? Como assim uma pessoa é atropelada em uma micareta? Cadê os seguranças em uma hora dessas. Respostas: Estavam tentando por uma gostosa pra cima do trio.

Gente, vocês que nos escreveram têm certeza de que ao invés de relatar os ocorridos de uma festa, não nos mandar o roteiro de algum drama hollywoodiano? Estamos sépias e não sabemos de mais nada. A única coisa que sabemos é que a gente tem uma parcela de culpa nesse estado de sítio.

Na sexta-feira, quando tivemos certeza de que nem com nosso corpo conseguiríamos uma abadá para bolinar todo mundo na pista, entramos no Macumba Online e fizemos um trabalho. Pedimos para vir uma chuva e "acabá" com o Fest Folia, um coisa bem de leve e básica assim, entendem? Mas achamos que o Exu digital levou a coisa tão a sério que resolveu soltar o Pererê na cidade.

Mas também recebemos informações boas, do tipo nossa amiga que fez um pé-de-pica duas vezes em banheiros químicos e nossa outra amiga drag que foi montada e beijou um monte de menininhos pela pista. Sem falar no amigo que perdeu o celular e a namorada e tá até agora agradecendo a Ivete por isso.

Nossa gente, falamos tanto que estamos com a boca seca e com a língua preta. E caso alguém tenhas mais bafões ou se alguém do Fest queira responder a essas histórias, bora escrever pra gente: riopretotedespreza@gmail.com. Porque agora vamos imediatamente para a sessão descarrego, revitalizar nosso lado espiritual.

1 opiniões capivarísticas:

Cloridrato disse...

A DOOOOOOOOOOOOOOO RO !!
Todos estes acontecimentos no Vuco Vuco do Fest. Simplesmente D+
A correria, o esfrega esfrega, o acidente e o chororô. É muita emoção pro meu corpinho sarado aguentar.
Eu tb achei pouco o q aconteceu. Tive q entrar em alfa na sexta feira às 00:00 e sair do nirvana só na terça. Foi muuuuuuita abstração.
Só não fui arrebatado aos céus ou ao inferno como queiram, tamanha concentração; pois me amarrei aos pés da minha mesa.
Adoro cada parágrafo escrito aqui, cada expressão, e lógico, é uma mijada a cada frase engraçada.
Chego choro de rir. Capis, amo-vos !

by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru