terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Festa da Imprensa (3) "Não me acompanhe que eu não sou novela" - by Modesto


E a Festa da Imprensa gongou. Pelo menos pra gente. Sabe o que é? A gente não podia perder, mas de jeito nenhum,
Silvetty Montilla e Thalia Bombinha no mesmo palco, era muito sacrilégio. Mas pensando na alegria da família rio-pretense enviamos uma amiga nossa para a festa, sob a promessa de conseguir sexo fácil. E também, claro, para não nos expormos né beêm.

Porém nossa amiga muito bêbada e chapada resolveu deixar a máquina no carro e se virar com o celular mesmo. Fazer o que? E como não fomos à festa, vamos nos apropriar das impressões da nossa enviada, assim como suas opiniões e visões.

Logo na entrada o desprezo se fez presente, ou não né? Um salão de beleza disponível para quem não teve tempo de se arrumar ou para quem a ameaça de chuva fez os cabelos ouriçarem.


Segundo nossa amiga, quando ela chegou, por volta das 22h30 ( a festa começou às 21) a festa parecia um baile de debutante. Todo mundo sentado, pessoas conversando baixo e controladas e algumas pessoas olhando feio para ela. A festa só foi bombar mesmo, quando do nada, surgiu duas passistas de escola de samba (?) (é a gente também se espantou) e formou-se um paredão envolta delas.

Alguns presentes tentaram entrar na dança e a festa foi rolando nisso por vários minutos. Quando, mais uma vez do nada, surge um... uma... surge isso:


...Que nossa amiga acha que seja o multi-artista e topa-tudo riopretense Durval Teles. Mas como as fotos estão pra lá de ruins, então não podemos assegurar de que seja ele mesmo. Embora conhecendo-o como conhecemos afirmamos: É ele. E a gente acha isso MARA.

Durval realizou uma performance, na qual dançou e apresentou um pocket show com a participação do público, levando os jornalistas mais bêbados até o momento a subirem ao palco e dançarem a dança da cordinha (e isso a gente não se conforma de ter perdido).


Depois disso já estava todo mundo no clima, porém todos de roupa ainda e a festa foi rolando normalmente. A maioria se jogando na pista e bebendo todas, outras pessoas fazendo a fina e só observando e outras entregando currículo via oral.


A comida, essa sim, segundo as palavras da nossa amiga, "Foi um pé de pica" (sic). Ela estava empolgada na cabochã quando resolveu experimentar uma tal salada de peito de peru com castanhas nobres... Depois disso, nossa amiga resolveu ficar só na Skol litrão mesmo.


Do mais, a festa foi normal, mas deixou a desejar. Não ouve beijo gay, ninguém vomitou nas lentes do Boni e nem tocou Crééééu. Mas mesmo assim ficamos na vontade de ter ido. Vamos aguardar a próxima e dessa vez, que sabe, vamos de capivaras mesmo.

5 opiniões capivarísticas:

Anônimo disse...

Capivara, vc já foi mais informada!!!! Que horas o seu informante foi desmaido para a emfermaria em consequencia da skol litrão??? O Créu rolou solto com direito a disputa no palco, beijos gay??? Hahaha, só cego não viu, ou bebado, que deveria estar vomitando no banheiro... hahaha, vc realmente já foi melhor capivara amiga!!!!

Capi Vara disse...

Ai desculpa anônimo, realmente nossa fonte não foi das melhores, Já nos arrependemos por isso, mas prometemos mais atenção.

Adalberto disse...

tentei ir nessa bagaça ai, so pra poder comentar aqui dps, mas meus contatos no Bom Dia, falhou, e eu fui pra andalo msm...kkk...desculpa ae Capi.

Markinhus disse...

Andre Modesto diz:
EU VI MESMO
Andre Modesto diz:
essa frase eu falei
Andre Modesto diz:
e ela colocou

Anônimo disse...

Teve créeeeeeeeeeeeeu sim!

by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru